Uma característica da minha cidade natal: a chuva

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp
Eu sei que na maioria dos lugares do mundo existe a chuva, em mais ou menos intensidade. No entanto, pelas bandas da minha cidade natal, Belém-Pará-Brasil é um evento que todos utilizam de outra maneiras:
  • Relógio
  • Diminuir o calor
  • Marcar a época do inverno e verão na área amazônica.
O mais marcante é realmente o relógio. Não sou profunda conhecedora de eventos meteorológicos, mas todo paraense utiliza a chuva da tarde para fazer qualquer tarefa/atividade. A frase típica:

vamos marcar para depois da chuva?

Vejam o exemplo da foto a seguir que capturei em dezembro de 2012, por volta das 15 horas.
Este lugar é próximo da Baia da Guajará, na frente da cidade de Belém. Observem que “a chuva” já está no rio Guamá e em breve chega na cidade. Como dizem os paraenses: ela está cercando!
Na foto a seguir, em janeiro de 2013, a chuva tem o mesmo formato. A adivinhem que horas eram neste momento da foto? Também por volta das 15 horas. 👀
“A chuva” aparece para que não estão acostumados como algo impressionante, pois tem a aparência de que vamos ter um evento fora do comum. Que toda a cidade vai sofrer uma catástrofe. Olha um exemplo com este clique a seguir que fiz em dezembro de 2012.
Tenham calma!!! Não é nada fora do comum. É apenas a chuva da tarde, que serve para amenizar o calor. Em determinados meses do ano é mais intensa, como na foto acima, pois informa a todos que estamos no época de mais chuva: Cuidado com as grandes águas de Março no Ver-o-Peso.
E lá vem a chuva!!! É verdade!!!
Um feliz, próspero e saudável 2021.
admin

admin

Leave a Replay

Alertar no meu email